quinta-feira, abril 13, 2006

Eu disse...



"Às vezes gostava de cair como tu, em efémeros momentos de paz, destilados pelo suor desse copo, feito de plástico, que teima em embevecer o teu sorriso, que chora, apenas e só, para poder parasitar a tua mente..."
...respondeste "Então cai!!"
...de pronto te perguntei "E depois quem te ampararia as quedas constantes e egoistas?"
...e nunca mais voltei a cair...
...nunca, nunca mais...
...voltei a cair...

3 comentários:

tartaruga disse...

nao voltaste a cair porque?
tens medo da dor?
ou tens medo de tentar sequer cair?
sabes que teras sempre alguem que te ampara as quedas, desde um amigo, a familia, aos que simplesmente gostam de ti
teras sempre uma tartaruga ...
e podes sempre contar com a sua carapaça como protecçao...
beijo

joana disse...

cai...sempre que quiseres cai, porque o amparo esta sempre na coragem de nos deixarmos cair.

Carla M. disse...

Se caires...só cais mais uma vez acredita!!
Porque a sensação da "dor" não nos leva a repetir mais que...uma
(mão cheia)!!